Em 1962, o Sr. McFarland Burnett declarou "Ao final da Segunda Guerra Mundial, era possível dizer que quase todos os problemas práticos maiores para lidar com uma doença contagiosa tinham sido resolvidos.". Naquela época, sua declaração era lógica. Medidas de controle e prevenção haviam diminuído a incidência de diversas doenças contagiosas e, com a habilidade de continuar identificando novos antibióticos, lidar com novos problemas e o desenvolvimento contínuo de vacinas apropriadas, sua declaração parecia ser apropriada.

Por outro lado, mais de 60 anos depois, doenças contagiosas emergentes e reemergentes se tornaram um problema significante no mundo inteiro. Fatores como a demografia humana, viagens redobradas e, especialmente, adaptação e alteração de micróbios e fungos, fizeram com que as doenças contagiosas fossem mais difíceis de lidar.

O problema das doenças contagiosas emergentes é bem exemplificado pelos diversos exemplos de doenças contagiosas novas e emergentes que impactaram populações e/ou áreas geográficas localizadas nas últimas décadas. O vírus da imunodeficiência humana (HIV)/AIDS, identificado primeiramente em 1981, retrata o impacto significante que uma doença contagiosa pode causar no mundo. Atualmente, o HIV/AIDS é a quarta maior causa de morte no mundo e continua sendo a maior causa de morte na África. O caos econômico que criou mundialmente é assustador e seu impacto sobre todas as pessoas permanecerá enraizado na humanidade por décadas. Mais geograficamente localizadas, mas ainda provocando uma preocupação mundial, estão as febres hemorrágicas, o vírus Nipah e a varíola do macaco. E, mais recentemente, a síndrome respiratória aguda grave (SARS) exemplifica como a ocorrência de doenças contagiosas novas e graves pode monopolizar atividades governamentais, causar medo e histeria, ter um impacto significante na economia mundial e na liberdade de movimento das pessoas.

O GBT apresenta soluções inovadoras para doenças contagiosas: antibacterianos, antifúngicos e medicamentos específicos de HIV. Produtos como AmBisome, Sovaldi, Truvada e Profelvir auxiliam os médicos a lidar com esses problemas fatais todos os dias.

ProdutosMolécula
Ambisome Anfotericina b
Sovaldi Sofosbuvir
Telavir Tenofovir, lamivudina
Resisvir Darunavir
Profelvir Abacavir, lamivudina
Sulfinav Efavirenz
Agucort Oseltamivir
Ritonax Ritonavir
Virakam Tenofovir
Quick pad
Muvidina Lamivudina, zidovudina
Truvada Emtricitabina, tenofovir
Muvidina plus Lamivudina, zidovudina, nevirapina
Pronto
Cipladanogen Danazol
Nerapin Nevirapina
Viread Tenofovir disoproxil fumarato
Mirocam
Vangavir Valganciclovir
Finecil Abacavir
Oralmuv Lamivudina
Zidomuv Abacavir, lamivudina, zidovudina
Mycocell Micofenolato
Cipladuovir Lamivudina, zidovudina
Ciplaefavir Efavirenz
Cipladinex Didanosina
Efavirenz Efavirenz
Abacavir Abacavir
Ciplanevimune Nevirapina
Dolutegravir-abacavir-lamivudina Dolutegravir, abacavir, lamivudina
Abamune
Conlevo